Direito Global
blog

Marco Aurélio, 30 anos de STF

No próximo sábado (13) o Ministro Marco Aurélio Mello irá completar 30 anos de atuação no Supremo Tribunal Federal (STF). Nomeado pelo seu primo, o então presidente Fernando Collor era, até então, membro do Tribunal Superior do Trabalho (TST). No Supremo, o carioca e torcedor do Flamengo, entrou na vaga do ministro Carlos Alberto Madeira.

Mello, beneficiado pela chamada PEC da Bengala, poderá permanecer no serviço ativo até 12 de julho do próximo ano quando completará 75 anos e terá que pendurar a toga cumprindo uma determinação constitucional. Em novembro, Marco Aurélio passará a ser o decano da Corte.

O seu colega e atual decano do STF, ministro Celso de Mello – paulista de Tatuí e torcedor do São Paulo – completará 31 anos de Supremo no dia 17 de agosto deste ano e, logo depois, no dia 1 de novembro também completará 75 anos e terá que pendurar a toga. Foi nomeado pelo ex-presidente José Sarney e entrou na vaga da ministro Luis Rafael Mayer

Aposentado desde 2003, o terceiro ministro mais longevo da história do STF, José Carlos Moreira Alves – paulista de Taubaté e torcedor do Botafogo (RJ) – permaneceu no tribunal pouco menos de 28 anos. Assumiu no dia 20 de junho de 1975 e pendurou a toga quando atingiu a idade de 70 anos – não havia a PEC da Bengala – em 20 de abril de 2003. Moreira Alves foi nomeado pelo ex-presidente Emilio Garrastazu Médici e entrou na vaga do ministro Oswaldo Trigueiro. Moreira Alves foi substituído pelo ministro Joaquim Barbosa, hoje também aposentado.

clica