Direito Global
blog

Advogadas no comando

Criada em 1933, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) já teve até hoje – inclusive com o atual – 37 presidentes nacionais. Apesar do crescimento vertiginoso do número de advogadas – hoje quase meio a meio com o número de advogados inscritos regularmente – a OAB Nacional nunca teve uma mulher presidindo a instituição.

O primeiro presidente da OAB foi o advogado e escritor Levi Carneiro. Ele esteve à frente da instituição no período de 9 de março de 1933 até 11 de agosto de 1938. Levi Fernandes Carneiro nasceu em Niterói (RJ) em 8 de agosto de 1882, vindo a falecer no Rio de Janeiro em 5 de setembro de 1971).

Formou-se em direito pela Faculdade Livre de Direito do Rio de Janeiro, atual Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Levi acabou tornando-se um dos maiores nomes da classe advocatícia no Brasil, sendo um dos fundadores e o primeiro presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, tendo ainda presidido o Instituto dos Advogados do Brasil.

Representou o Brasil em diversos eventos jurídicos internacionais, tendo ocupado vários cargos públicos na área do direito. Foi Consultor Geral da República no governo de Getúlio Vargas, de 21 de novembro de 1930 a 17 de fevereiro de 1932.[1][2] Na política foi Deputado Constituinte em 1934, perdendo o mandato com o golpe que instituiu o Estado Novo.

No direito internacional destacou-se como membro brasileiro no Tribunal Internacional de Justiça, na Haia, da qual foi juiz (1951 a 1954). Como escritor, além da literatura jurídica, foi diretor da Revista Brasileira.

clica