Direito Global
blog

Crimes da ditadura

Do ex-presidente da OAB do Rio de Janeiro e ex-deputado federal Wadih Damous sobre os quarenta anos da explosão da bomba na então sede do Conselho Federal da entidade dos advogados no Rio de Janeiro:

” Em 27 de agosto de 1980 , o terrorismo de estado mirou o presidente nacional da OAB, Eduardo Seabra Fagundes, e acertou a sua secretária Lyda Monteiro. Dona Lyra morreu ao abrir uma carta bomba endereçada ao presidente Seabra. Esse é um dos tantos crimes da ditadura que permanecem impunes”.

clica