Direito Global
blog

Kyara já pode comprar remédio que vai salvar sua vida

O Ministério da Saúde transferiu, hoje (15), o valor de R$ 6.659.018,86 para custear o remédio mais caro do mundo para a pequena Kyara Lis de Carvalho Rocha, de 1 ano e 2 meses, diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME). O depósito ocorreu pouco mais de uma semana depois de o Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio do ministro Napoleão Nunes Maia, determinar que o órgão federal complementasse a diferença para a aquisição do Zolgensma, avaliado em R$ 12 milhões. A ação vitoriosa é da advogada brasiliense Daniela Tamanini.

Poucos dias antes da manifestação do magistrado, a família da criança havia arrecado o valor de R$ 5.340.981,14, por meio de rifas e doações. A diferença resultou no total transferido pelo Ministério da Saúde para a complementação no valor do medicamento. O depósito ocorreu na conta indicada na decisão do ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do STJ. Procurada, a mãe da criança, Kayra Dantas, confirmou a transação financeira.

“O Ministério da Saúde enviou cópia da ordem bancária. Amanhã (16) o dinheiro deve estar disponível, quando daremos início ao processo de compra. Estamos felizes e cheios de esperança. Não temos palavras para agradecer o que toda a sociedade e o ministro Napoleão Nunes Maia fizeram pela Kyara. Esperamos que essa decisão sirva de referência para todos os juízes e para o próprio Ministério da Saúde”, afirmou.

Pela decisão do magistrado, a partir do recebimento, a família da criança deverá prestar contas para a Justiça, em até 30 dias, de todo o uso do dinheiro transferido pelo governo federal. A medida é para assegurar que o montante seja realmente destinado para os custos com o remédio, considerado o mais caro do mundo.

clica