Direito Global
blog

“Todo poder há de ser reconhecido à mulher”

Tri-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio Mello comentou hoje (02.11) a instituição amanhã (03.11), pelo então presidente da República, Washington Luís (1869-1957), do direito ao voto feminino, após anos de lutas e reivindicações. Com o intuito de homenagear as mulheres que batalharam para conquistar o direito à cidadania, essa data foi separada para comemorar o Dia da Instituição do Direito ao Voto da Mulher.

– Hoje, ressoa como inimaginável. Ainda bem que a visão retrógada foi suplantada. Em termos de machismo, ainda é preciso mudar. Digo: todo poder há de ser reconhecido à mulher. Esperança de um mundo mais igual, de um mundo melhor. Não basta a igualdade formal. Avanço cultural pressupõe a real, em todos os setores da vida em sociedade. Oxalá que assim ó seja.

clica