Direito Global
blog

Marco Aurélio: nenhuma saudade do regime de exceção

Há quarenta anos, no dia 13 de novembro de 1980, foi restabelecida a eleição direta para governadores e foram extintos os cargos de senadores biônicos, respeitados, contudo, os mandatos em curso. Hoje, dia 13, o decano do STF e ex-presidente do TSE, ministro Marco Aurélio comentou a data história em nosso país: “Estado Democrático de Direito pressupõe sufrágio universal, vale dizer a representação, nos diversos níveis, mediante escolha do eleitor, do cidadão. Eleição indireta, como regra, escancara regime de exceção. Dele os brasileiros não têm saudade. Viva os ares democráticos introduzidos pela Constituição Federal de 1988, a Carta, nos dizeres de Ulisses Guimarães, cidadã!”

clica