Direito Global
blog

A importância do SUS na pandemia

O presidente da Comissão de Direito Médico, Saúde e Bioética do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Renato Battaglia, afirmou que, “se não existisse o SUS para prestar atendimento universal e gratuito à população brasileira, o número de vítimas fatais na pandemia seria muito maior do que os atuais 166 mil mortos, sem dúvida alguma”. O advogado, que também é médico, fez palestra no evento sobre os 30 anos do Sistema Único de Saúde (SUS), transmitido pelo canal TVIAB no YouTube. Ao abrir o evento, a presidente nacional do IAB, Rita Cortez, disse que “o SUS tem sido um importante instrumento para o cumprimento do direito constitucional à saúde”.

Renato Battaglia ressaltou a relevância do SUS, criado pela Lei 8.080/1990: “Ele é o plano de saúde do Brasil, não havendo nenhum outro país do mundo, com uma população do tamanho da brasileira, que ofereça, mesmo com vários problemas, cobertura total e gratuita a todos os cidadãos”. Ele lembrou que a criação do SUS começou a ser discutida em 1978, na 7ª Conferência Nacional de Saúde, em Brasília. “Mas a proposta de universalização da saúde, de início, encontrou resistência em vários setores da sociedade”, disse.

clica