Direito Global
blog

Lamartine Babo, advogado e telegrafista

Para quem gosta e torce pelos times de futebol do Rio de Janeiro hoje é um dia que não pode cair no esquecimento. Em 1904, portanto, há 116 anos- nascia no bairro da Tijuca o carioca Lamartine Babo. Torcedor “doente” do América do Rio de Janeiro. Em 1949, quando tinha 45 anos, campos os anos dos 11 participantes do Campeonato Carioca de Futebol. Em um único dia, Lamartine compôs os famosos hinos do Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, América ( o primeiro que ele compôs), São Cristóvao, Madureira, Olaria, Bonsucesso e Canto do Rio.

Poucos sabem mas Lamartine Babo, além de compositor popular,  era advogado. Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na então Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro, atual Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Anteriormente, estudou no tradicional colégio de padres da praça Mauá, o Colégio São Bento.

Laslá, como era conhecido, era uma das pessoas mais bem humoradas e divertidas de sua época , não perdendo nunca a chance de um trocadilho ou de uma piada. Um dos mais momentos mais engraçados ocorreu em uma agência dos Correios: ele foi enviar um telegrama para um amigo e o telegrafista bateu então com o lápis na mesa em morse para o colega: “magro, feio e de voz fina. Imediatamente, Lalá tirou o seu lápis e bateu no mesmo teclado para o colega do funcionário: “magro, feio, de voz final e ex-telegrafista”.

Lamartine Babo , que nunca se casou, morreu vitimado por um infarto no dia  16 de junho de 1963, na mesma cidade onde nasceu, aos 59 anos.

clica