Direito Global
blog

Dia da Mulher: só falta o Legislativo

Dos três Poderes da República – Executivo, Legislativo e Judiciário – somente o Legislativo não foi presidido por uma mulher. O Poder Judiciário já teve duas mulheres no comando – Ellen Gracie e Cármen Lúcia Antunes Rocha – e o Executivo – Dilma Rousseff. Dentro de um ano o Judiciário terá uma terceira mulher no comando: ministra Rosa Weber.

Poucos sabem – ou se lembram – que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) tem uma nomeação histórica: a primeira mulher na composição do STF, STJ, STM e TSE. Cnea Cimini foi nomeada pelo então presidente José Sarney em dezembro de 1989 mas devido ao recesso do Judiciário somente tomou posse em 29 de março do ano seguinte.

O Supremo Tribunal Federal (STF) e os quatro tribunais superiores – STJ, TST, STM e TSE – já foram presididos por mulheres. O Supremo por duas mulheres, Ellen Gracie e Cármen Lúcia e dentro de dois anos terá no comando uma terceira, Rosa Weber.

O STJ foi presidido até hoje apenas por uma mulher: Laurita Hilário Vaz. Deveriam ser duas mas a ministra Nancy Andrigui abriu mão do cargo. A próxima mulher a presidir o STJ será Maria Thereza de Assis Moura. Ela assumirá o comando do STJ dentro de um ano.

O TST – que ficou marcado por ter sido o tribunal que teve a primeira mulher e a segunda no mundo, Cnéa Cimini Moreira de Oliveira ( nomeada por José Sarney) – somente agora está com a presidência de uma mulher: Maria Cristina Peduzzi.

O STM também já teve uma mulher presidindo a Corte: Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha.

O TSE foi presidido até hoje por duas mulheres: Cármen Lúcia Antunes Rocha e Rosa Weber. Ellen Gracie foi vice-presidente mas não chegou a assumir a presidência do tribunal eleitoral.

O Conselho Federal da OAB também nunca foi presidido por uma mulher.

clica