Direito Global
blog

Ajuda no momento difícil

Comarcas de Minas Gerais estão recebendo cestas básicas para serem distribuídas a mulheres em situação de vulnerabilidade social e/ou beneficiadas por medidas protetivas de urgência, nesta semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

A iniciativa é da juíza Bárbara Lívio, da Comarca de Teófilo Otoni. A magistrada é membro da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comsiv) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e presidente do Fórum Nacional de Juízas e Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Fonavid).

As mil cestas básicas, com 16 quilos de alimentos cada, foram doadas pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O critério para a escolha das comarcas que receberiam as cestas foi o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) e a incidência de casos de violência contra a mulher. Os municípios com IDHM mais baixos do estado estão localizados no Norte e no Nordeste de Minas, portanto essas regiões foram priorizadas.

A juíza Bárbara Lívio explica que muitas famílias são monoparentais, chefiadas por mulheres e estão em situação de vulnerabilidade social agravada pela pandemia de covid-19. Segundo ela, houve um esforço concentrado para ajudar essas famílias. “Mobilizamos o maior número de parceiros das redes municipais de enfretamento à violência contra a mulher para uma ação afirmativa além do foco principal, que é ajudar pontualmente essas mulheres, que estão precisando muito de apoio neste momento”, afirmou.

clica