Direito Global
blog

Dia de Monteiro Lobato

O Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado anualmente em 18 de abril. Esta data também é conhecida como Dia de Monteiro Lobato. A data foi escolhida para homenagear uma das maiores vozes da literatura infantil do Brasil, data de nascimento do escritor e advogado.

Monteiro Lobato Lobato foi um escritor e editor pré-modernista. Considerado um dos maiores escritores brasileiros do século XX, Lobato foi precursor da literatura infantil no Brasil. Sua obras que merecem destaque fazem parte da coleção composta por 23 volumes: “Sítio do Pica Pau Amarelo”.

Nesse dia, diversas homenagens ao escritor acontecem nas escolas, bibliotecas e centros culturais. Leituras dramatizadas, teatros de fantoches e apresentações são realizadas em todo o país. A ideia principal é incentivar a leitura e alertar para sua importância na formação dos seres humanos. Segundo Monteiro Lobato: “Um país se faz com homens e livros.” O escritor ficou famoso por criar personagens como Dona Benta, Narizinho e Pedrinho, Tia Nastácia, a boneca Emília, o Visconde de Sabugosa, o porco Rabicó e o rinoceronte Quindim. Monteiro Lobato veio a falecer em 4 de julho de 1948.

Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, São Paulo, no dia 18 de abril de 1882. Era filho de José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Monteiro Lobato. Alfabetizado pela mãe, logo despertou o gosto pela leitura, lendo todos os livros infantis da biblioteca de seu avô o Visconde de Tremembé.

Desde menino já mostrava seu temperamento irrequieto, escandalizou a sociedade quando se recusou a fazer a primeira comunhão. Fez o curso secundário em Taubaté. Com 13 anos foi estudar em São Paulo, no Instituto de Ciências e Letras, se preparando para a faculdade de Direito.

Registrado com o nome de José Renato Monteiro Lobato, resolve mudar de nome, pois queria usar uma bengala, que era de seu pai, que havia falecido no dia 13 de junho de 1898. A bengala tinha as iniciais J.B.M.L. gravadas no topo do castão, então, mudou de nome e passou a se chamar José Bento, assim as suas iniciais ficavam iguais as do pai.

Ingressou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco na capital, formando-se em 1904. Na festa de formatura fez um discurso tão agressivo que vários professores, padres e bispos se retiraram da sala. Nesse mesmo ano voltou para Taubaté. Prestou concurso para a Promotoria Pública, assumindo o cargo na cidade de Areias, no Vale do Paraíba, no ano de 1907.

Monteiro Lobato casou-se com Maria Pureza da Natividade, em 28 de março de 1908. Com ela teve quatro filhos, Marta (1909), Edgar (1910), Guilherme (1912) e Rute (1916). Paralelamente ao cargo de Promotor, escrevia para vários jornais e revistas, fazia desenhos e caricaturas. Ficou em Areias até 1911, quando mudou-se para Taubaté, para a fazenda Buquira, deixada como herança pelo seu avô. Monteiro Lobato, nascido no dia 18 de abril. Ele morreu em São Paulo em 4 de julho de 1948.

A literatura infantil também é homenageada em 2 de abril, quando se celebra o Dia Internacional do Livro Infantil. Esta data foi escolhida em homenagem a data de nascimento do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, autor de histórias infantis icônicas, como “O Soldadinho de Chumbo” e “A Pequena Sereia”.

clica