Direito Global
blog

Adiado julgamento de caso de parente de Sarney

A Justiça do Maranhão adiou hoje (23) o julgamento de Lucas Porto e concedeu o prazo de 10 dias para o réu constituir novo advogado e, caso não faça isso, será designado um defensor público. Lucas é réu por homicídio, estupro e feminicídio contra a sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney, a publicitária Mariana Costa. A vítima foi encontrada morta no apartamento onde morava, em São Luís, no dia 13 de novembro de 2016.

A sessão de hoje, presidida pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior, começou com quatro horas de atraso e após um intervalo de dez minutos, o advogado Ricardo Ponzetto se retirou e não retornou mais, por esta razão a sessão foi interrompida e o julgamento adiado. Ao advogado, o magistrado aplicou multa de 100 salários-mínimos e o abandono do caso será comunicado à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Maranhão e de São Paulo.

O julgamento foi remarcado para o dia 30 de junho.

clica