Direito Global
blog

Latrocínio em série de idoso

Um homem foi condenado pelo juízo da 2ª Vara da comarca de Içara (SC) a 26 anos e oito meses de reclusão, pela prática de latrocínio. O crime aconteceu em março de 2021, no bairro Jardim América, na cidade-sede da comarca. Ele e outro réu também foram condenados na mesma ação por furto qualificado.

Segundo os autos, o réu e a vítima, um homem de 60 anos, discutiram e entraram em luta corporal, quando a vítima sofreu diversos golpes na cabeça com objeto maciço, o que lhe causou graves lesões cranianas. Em seguida, o acusado subtraiu o celular e o cartão de crédito da vítima e fugiu. Na tarde do dia seguinte, ele voltou ao local com outro homem e subtraiu uma televisão da residência. De acordo com a extensão das lesões descritas no laudo pericial de exame cadavérico, é possível concluir que a vítima sofreu até que sobreviesse a morte. O próprio réu confirmou que a vítima ofegava e pedia ajuda momentos antes de morrer.

Além da reprimenda de mais de 26 anos de reclusão por latrocínio, o homem foi condenado por furto qualificado a três anos, um mês e 10 dias, ambas as penas em regime fechado. O corréu foi condenado por furto qualificado a dois anos, oito meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial semiaberto. Cabe recurso da decisão ao TJSC. O processo tramitou em segredo de justiça. ​

clica