Direito Global
blog

Vem aí a festa de São João em todo o país

A origem da festa de São João – comemorada anualmente no dia 24 de junho – remonta à época da formação da Igreja Católica na Europa, na transição da Idade Antiga para a Idade Média. Na cultura popular brasileira, as festas juninas têm lugar especial, pois, além de valorizarem as tradições locais do país, também revelam muitos elementos históricos, religiosos e mitológicos curiosos, que passam despercebidos.

O Dia de São João é celebrado em 24 de junho, por ser a data tradicionalmente atribuída ao nascimento de São João Batista. Existem duas possíveis explicações para a origem do termo Festa Junina. A primeira é pelo fato das comemorações ocorreram durante o mês de junho. Já a segunda teoria afirma ser uma homenagem direta a São João. No princípio, em alguns países da Europa, a festividade era chamada de Festa Joanina.

São João é considerado o santo mais próximo de Cristo, pois além de ser seu parente de sangue, Jesus foi batizado por João nas margens do rio Jordão. Filho de Isabel e Zacarias, João nasceu na Judeia no ano 2 a.C., e se tornou popular. Vivendo como um nômade e pregando, conseguiu cativar as pessoas para se batizarem. No ano 27 d.C. João Batista morreu decapitado a mando de Herodes, que vivia em adultério com a mulher de seu irmão, Herodíades. No aniversário de Herodes, a filha de Herodíades dançou de forma tão surpreendente que, admirado, Herodes prometeu dar o que ela quisesse. Orientada por Herodíades, a filha pediu a cabeça de João Batista numa bandeja, porque João condenava o comportamento adúltero do casal.

O São João é uma das principais figuras das festas juninas. Nessa comemoração, a quadrilha é a dança típica e os dançarinos vestem-se com roupas caipiras. Além dos tradicionais balões e fogueiras, várias brincadeiras dão mais brilho à festa. São exemplos: pescaria, cadeia, correio-elegante e boca do palhaço. O Dia de São João também é marcado pela culinária, com várias comidas e doces típicos, como: rapaduras, amendoim, bolo de milho, cocada, curau, canjica, bolo de macaxeira / mandioca, paçoca e pé de moleque.

As cinco melhores festas juninas no Brasil, segundo especialistas, são as seguintes. Será que os ex-presidentes da OAB da Paraíba, José Mario Porto, da OAB de Sergipe, Henri Clay Andrade, a ministra aposentada do STJ, a baiana Eliana Calmon, o advogado maranhense de Caxias, Washington Torres e o advogado pernambucano, Silvio Amorim concordam com a análise abaixo ?

Campina Grande – Paraíba – Essa é a Festa Junina conhecida como a maior festa de São João do mundo, e não é por menos! A festa de Campina Grande dura 1 mês e conta com centenas de atrações que acontecem no Parque do Povo. Cerca de 100 mil pessoas prestigiam a festa todos os anos. No primeiro dia de festa há a queima de fogos e shows de música, e conforme os dias vão passando vão ocorrendo as tradições juninas como o campeonato de quadrilhas. Ocorre também casamentos coletivos no dia de São João.

Aracaju – Sergipe – Numa festa que dura cerca de 12 dias, Aracaju apresenta o Forró Caju, seu evento mais conhecida. O evento é realizado na Praça Hilton Lopes, e todos os anos conta com cerca de 1 milhão de pessoas que se reúnem para festejar ao som de sanfonas, bandas, quadrilhas e mais de 200 shows.

Salvador – Bahia – A capital do carnaval também não deixa a desejar quando se trata de Festa Junina, além de outros municípios baianos que também realizam belas festas, como São Francisco do Conde e Amargosa. A Festa Junina de Salvador conta com mais de 100 shows que acontecem no Pelourinho e no Subúrbio Ferroviário, onde a cidade toda é tomada pelas comemorações de São João.

São Luís – Maranhão – Sem dúvida, este é um dos festivais mais conhecidos do Brasil. Todos os anos o festival “Bumba meu boi” arrasta milhares de pessoas para a capital maranhense. Grupos folclóricos de todas as cidades maranhenses se encontram na capital para contar a história da escrava Catirina e seu marido. O principal local do festival é a Praça Maria Aragão que é chamada de “Terreiro de Maria” durante a festa.

Caruaru – Pernambuco – Conhecida como a “capital do forró”, Caruaru dá um show também quando se trata de festejos juninos. Em 6 polos espalhados pelo município, ocorre uma intensa festa que conta com mais de 500 shows, quadrilhas gigantes de com 4 mil pessoas, festivais de comidas gigantescos e muito mais! O principal palco do evento é o Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, dura cerca de 25 dias e conta com grandes nomes do forró brasileiro.

clica