Direito Global
blog

Sindiscose ganha liminar contra Conselho Regional

O Sindicato dos Servidores em Conselhos e Ordens de Fiscalização Profissional e Entidades Coligadas e Afins do Estado de Sergipe (Sindiscose) obteve uma liminar que impede a transferência abrupta de servidores do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional de Sergipe para Bahia, incluindo uma dirigente sindical. Uma história que corre na justiça do trabalho e irá investigar denúncias de possível assédio, ilegalidades, abuso de poder e uma articulação no mínimo muito estranha!

Em 2019, após um bem sucedido desmembramento dos Estados de Sergipe e Bahia, foi criado o Créfito 17, os tramites ocorreram de forma legal e alguns servidores foram assumidos pelo conselho novo obedecendo toda a legalidade. Porém, no primeiro ano de funcionamento do Créfito foi imposto aos servidores um acordo coletivo sem a participação do sindicato, onde impôs um série de retiradas de direitos e cortes em remuneração, atualmente o Conselho responde judicialmente na justiça do trabalho pela realização de acordo coletivo ilegal.

O Créfito 17 desde a criação nunca realizou Concurso Público, tendo como resultado um quadro de servidores um disparate de 4 cargos em comissão para somente dois efetivos, que são os unicos servidores efetivos e concursados. Não tiveram nenhuma preocupação e pouco se importaram com os funcionários, visto permitirem que estes se apresentem no próximo dia e deixando o Conselho de Sergipe sem servidor fiscal, atividade fim do Conselhos. Recentemente, o Créfito 17 lançou edital de processo seletivo simplificado com entrevistas com critério classificatório e eliminatório, em nova ação judicial o sindicato consegui sustar o processo que segue na justiça federal.

No meio de tudo isso, existe uma disputa política pelo controle do Créfito 7, na Bahia, onde o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Coffito promove uma intervenção naquele conselho e indicou como interventor um conselheiro regional suplente de Sergipe. Foi o encontro da fome com a vontade de comer. O interventor do Créfito 7 (BA), Mauricio Lima Poderoso Neto, atual conselheiro regional suplente do Estado de Sergipe, suspendeu as portarias que transferiram os servidores para o Créfito 17 e que sempre trabalharam em Sergipe para se apresentarem já no dia 20 de julho.

clica