Direito Global
blog

Sistema de geração de energia fotovoltaica

O Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) deu mais um passo importante em direção à sustentabilidade, economia e cuidado com o meio ambiente, e inaugurou, na Comarca de Mucajaí, um sistema de geração de energia fotovoltaica, que funcionará a partir da captação da energia solar. A inauguração teve a participação do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Joel Ilan Paciornik.

A instalação do novo sistema faz parte do programa Lumen, que compreende a substituição da matriz energética tradicional pela solar em todos os prédios do judiciário na capital e interior. O objetivo é garantir utilização de energia limpa e renovável, sendo um ganho de natureza financeira e sustentável, como explica o presidente do Tribunal de Justiça de Roraima, desembargador Cristóvão Suter.

“Com as placas solares, a mudança da matriz energética é um ganho para a nossa sociedade e para o meio ambiente. É um passo importante que o judiciário dá em relação à preservação da natureza. Serão toneladas de dióxido de carbono que deixam de ser lançadas para a atmosfera, e ao mesmo tempo, gerando economia de recursos públicos com essa energia limpa e renovável”.

O Programa Lumen é apenas uma das atuações sustentáveis pelo Poder Judiciário de Roraima. Durante o ano, são realizadas outras ações como, por exemplo, a captação e reuso de águas da chuva, a gestão dos resíduos e coleta seletiva, a substituição de copos descartáveis por biodegradáveis, ecopontos para descarte de pilhas e baterias, distribuição de mudas, entre outros.

clica