Direito Global
blog

Crime do mototaxista

O Primeiro Tribunal do Júri de Porto Velho (RO) condenou dois réus pela morte de um mototaxista, em Porto Velho, no ano de 2015. Ítalo Cruz Ribamar e Odair Alves Pinheiro tiveram as penas fixadas em 14 anos de prisão pelo homicídio que foi encomendado pela companheira da vítima.

O crime ocorreu no final da noite do dia 6 de maio de 2015, em Porto Velho. Mediante promessa de recompensa eles e mais quatro acusados e uma adolescente, foram acusados da trama que resultou na morte Ailton dos Santos Aquilau, mototaxista em Porto Velho. Jocélia Nunes, insatisfeita com o relacionamento que mantinha com a vítima, pois ele constantemente lhe agredia, motivou-se a matá-lo. Para isso, reuniu-se com os acusados Sara e Odair, a fim de planejarem a morte da vítima.

Odair, então, se prontificou a realizar o necessário para o crime, recebeu mil reais da mandante, comprou balas e chamou Maicon (que forneceu a arma), Mailson (que deu cobertura para a entrada no local do crime) e Ítalo (que efetuou os disparos). Já a adolescente foi instruída a abrir a porta para que o trio entrasse na casa, onde eles mataram Aquilau, que dormia e foi acordado pelos assassinos, sem qualquer chance de defesa.

clica