Direito Global
blog

Chamou de ladrão

Luciano Lucena de Farias, vereador do município de Palestina, no sertão de Alagoas, foi condenado a 15 anos e sete meses de reclusão pela morte de Manoel Messias Simões. No julgamento, que ocorreu no Fórum Desembargador Jairon Maia Fernandes, em Maceió, o Conselho de Sentença acolheu a tese do Ministério Público e considerou o réu culpado. Em Maribondo, a Promotoria de Justiça também conseguiu a condenação de um homem acusado de assassinato.

O crime ocorreu no dia 21 de junho de 2009, no povoado Lagoa de Pedra, em Pão de Açúcar. “Nove meses antes do homicídio, a vítima chamou o réu de ‘ladrão’ por conta de um desentendimento durante uma jogatina. Luciano reagiu com um tapa no rosto de Manoel, que prometeu vingança. Porém, essa ameaça jamais foi concretizada e o tempo foi passando, No entanto, a vítima reencontrou o seu algoz no Bar do Pinguim, quando comemorava o próprio aniversário.

Ao se deparar com Manoel, o parlamentar foi tirar satisfação com ele e o chamou para conversar fora do estabelecimento, quando desferiu três tiros. A morte foi imediata”, explicou Antônio Vilas Boas, promotor de Justiça da 48ª Promotoria de Justiça de Maceió.

clica