Direito Global
blog

Maradona condenado

O Tribunal do Júri de Porto Alegre (RS) considerou culpados Paulo Márcio Duarte da Silva, o “Maradona”, de 39 anos, e Douglas Eduardo da Silva, o “Café”, de 30 anos, pelo assassinato de Fabrício da Rosa, em janeiro de 2011, em Novo Hamburgo.

O Juiz da 2ª Vara do Júri do Foro da Comarca de Porto Alegre, André Vorraber Costa, leu a sentença em que definiu as penas pelo crime de homicídio qualificado. Paulo Márcio foi condenado a 19 anos de detenção em regime inicial fechado, e Douglas a 15 anos de detenção em regime inicial fechado. Eles não poderão recorrer em liberdade.

Segundo a Promotora de Justiça, Andréa de Almeida Machado, investigações durante uma Operação do Ministério Público de Canoas e da Brigada Militar comprovou o crime. A Promotora afirmou que “Maradona” ordenou o assassinato de dentro da cadeia, quando ainda era um dos líderes de uma das facções criminosas mais conhecidas no estado, “os manos”.

Ainda conforme a denúncia, Douglas, o “Café”, teria sido o executor dos disparos contra Fabrício da Rosa. A motivação do crime seria o fato da vítima manter um suposto relacionamento com a mulher do traficante Paulo Márcio. Ele chegou à capital gaúcha trazido por agentes penitenciários federais, já que cumpre pena no presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

O julgamento deveria ter ocorrido há 3 anos, no Foro de Novo Hamburgo, mas no mesmo dia, poucas horas antes do início da sessão houve um assassinato na frente do Foro de Sapiranga. Por motivos de segurança, houve a transferência do julgamento para a capital.

clica