Direito Global
blog

E o Congresso, OAB e Ajufe ?

Dos três Poderes da República – Executivo, Legislativo e Judiciário – apenas o Legislativo nunca elegeu uma mulher para comandar o Congresso. O Executivo foi dirigido pela presidente Dilma Rousseff e o Judiciário por duas mulheres: a carioca Ellen Gracie Northfleet e a mineira Cármen Lúcia Antunes Rocha.

No Judiciário, além do Supremo, os tribunais superiores – STJ, TST, TSE e STM – já elegeram mulheres para a presidência. No STJ, a goiana Laurita Vaz; no TST a uruguaia naturalizada brasileira, Maria Cristina Peduzzi; no historia TSE, Cármen Lúcia e a gaúcha Rosa Weber e no STM a mineira Maria Elizabeth.

Nas Associações de classe dos órgãos da magistratura já foram presididos por mulheres a AMB e a Anamatra. A Ajufe, que representa a Justiça Federal, nunca escolheu uma mulher.

Por sua vez, o Conselho Federal da OAB também nunca em sua história elegeu uma mulher. Sempre foram os homens que comandaram a entidade que congrega mais de um milhão de advogados, sendo a metade de advogadas.

clica