Direito Global
blog

Carmo Antonio relata situação crítica no Amapá

O corregedor geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador Carmo Antonio explicou hoje (6) para os leitores do site direitoglobal.com.br a situação vivida nos últimos dias em seu Estado devido a falta de energia elétrica na maior parte do Estado. Carmo Antonio, que está fazendo correição em Oiapoque, localizado na divisa com a Guiana Francesa, relata a situação vivida pelo Poder Judiciário local.

“Temos aqui no estado do Amapá dezesseis municípios. Desses, treze foram afetados pela falta de energia. A internet está também com muitos problemas. Apenas três que tem sistemas independentes não foram afetados porque não fazem parte do linhão de Tucuruí. São eles: Oiapoque, onde estou nesta sexta-feira; Laranjal do Jari e Vitória do Jari, quer são do extremo norte e o extremo sul. O que está acontecendo em Macapá, capital do nosso Estado: o Poder Judiciário começou a funcionar porque colocamos o gerador mas ocorreu um superaquecimento e isso impediu o funcionamento do prédio onde se localiza o Tribunal de Justiça. Os servidores foram dispensados a partir das 12 horas desta quinta-feira e hoje também. Temos dois Fóruns centrais, um cível e um criminal, alem de um outro local onde funciona o Juizado Especial. Hoje faltou energia elétrica em todos os lugares, temos a probabilidade da energia ser restabelecida até amanhã (07) em torno de 70 por cento. A outra parte, não. Vai demorar, no mínimo, quinze dias. Como isso está afetando a atividade jurisdicional. Exemplo: todo o interior, com exceção de Oiapoque, Laranjal do Jari e Vitória do Jari, não está funcionando porque a energia não supre as necessidades básicas da cidade. Nas capital, em alguns bairros temos duas horas de energia e o restante sem energia. Isso significa que estamos funcionando precáriamente. O Poder Judiciário continua de plantão , todos os serviços essenciais estão funcionando mas de forma remota e precária”.

clica