Direito Global
blog Sem categoria

Flamengo vence no “tapetão”

O artigo “Flamengo vence no “tapetão” é de autoria do renomado advogado Sergio Batalha, do Rio de Janeiro:

O Flamengo venceu hoje. Não, não foi no futebol. Venceu no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, cassando a pensão provisória de dez mil reais mensais que tinha sido concedida às famílias do meninos que morreram no incêndio do Ninho do Urubu.
A vitória tem uma dupla importância para a estratégia da Diretoria do flamengo no caso. Além de economizar o dinheiro das pensões, deixa as famílias que não fizeram acordos sem recursos para suportar uma longa batalha judicial.
Muitos elogiam a postura da atual Diretoria do flamengo, classificando-a de “profissional”. Não chamaria isto de “profissional”, acho que há adjetivos mais adequados como “cruel” ou “insensível”.
Não creio, inclusive, que seja uma estratégia inteligente, pois um clube de futebol vive também da sua imagem e vimos recentemente no caso do Carrefour os prejuízos que determinadas posturas podem trazer aos negócios.
Um clube não é uma empresa, embora faça negócios. Não tem um “dono” e sim sócios e torcedores, que certamente não veem com bons olhos o tratamento que o flamengo está dando às famílias das vítimas de um incêndio provocado pela negligência de sua própria administração.
Antes que digam que estou fazendo esta crítica por clubismo, afirmo que tenho certeza que o atual presidente do Vasco agiria da mesma forma. É outro bolsonarista e admirador de Paulo Guedes. São pessoas que confundem “profissionalismo” com desumanidade e injustiça.
clica