Direito Global
blog

Sobrinha-neta de Sarney

Está marcado para o próximo dia 24 o julgamento do empresário Lucas Porto, réu confesso do assassinato da publicitária Mariana Costa, sobrinha-neta do ex-presidente da República, José Sarney, em 2016. A motivação do crime seria uma atração que ele tinha por Mariana.

Mariana Menezes Costa Pinto foi encontrada morta em seu apartamento, no nono andar de um condomínio, na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís. Após ter sido encontrada no quarto, Mariana chegou a ser socorrida e levada para um hospital particular, mas não resistiu e teve morte confirmada na casa de saúde.

O empresário Lucas Porto foi preso e confessou o crime que teria sido motivado por uma atração que ele sentia por Mariana. O acusado segue preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde responde pelos crimes de estupro, homicídio e feminicídio.

“Ele confessou ter estuprado, assassinado e cometido feminicídio contra minha filha, e o que nós queremos é justiça e essa justiça será feita pelos homens e por Deus”, diz Sarney Neto, pai de Mariana.

Após a morte da publicitária, a família de Mariana criou o projeto ‘Somos Todos Mariana’, que ajuda no combate ao feminicídio no Maranhão. A iniciativa leva para bairros e escolas, palestras que alertam sobre a importância da mobilização contra casos de violência contra mulheres.

clica