Direito Global
blog

Dois pesos, duas medidas

Há mais de duas semanas está com o presidente da República, Jair Bolsonaro, a lista quádrupla com nomes que irão preencher as duas vagas de ministros da Corte. O pleno escolheu Messod Azulay Neto, Ney Bello, Paulo Sérgio Domingues e Fernando Quadros. Os nomes vão preencher as vagas deixadas pelo ministro Napoleão Nunes Maia, que se aposentou em 2020, e Nefi Cordeiro, que deixou o STJ em 2021. A escolha, definida no último dia 11, foi marcada e adiada por diversas vezes e, após um ano sem dois ministros, a eleição com 15 nomes acabou realizada.

Em fevereiro último, o presidente da República recebeu no meio da tarde uma lista com os nomes para o cargo de desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, na vaga destinada ao Quinto Constitucional da advocacia. Horas depois saiu o ato publicado em edição extra do Diário Oficial da União. Luiz Gustavo fora nomeado para a vaga deixada pelo ministro do STF, Nunes Marques no Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O advogado tem 38 anos e é casado com Rafaela Sarney, filha da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney.

Foi a nomeação mais rápida do atual governo para o Judiciário.

clica